ABAF participa do Congresso Florestas Online que bate recorde de inscritos

“Florestas plantadas – oportunidade de investimentos na Bahia” é o tema da palestra que o diretor executivo da Associação Baiana das Empresas de Base Florestal (ABAF, Wilson Andrade), realiza nesta quarta-feira (feriado de 15/11), às 14h45, no congresso Florestas Online 2017. O congresso, com 43 palestras dos mais variados temas ligados à cadeia produtiva de florestas plantadas do país, já pode ser conferido no site www.florestasonline.com.br. O primeiro congresso florestal online do Brasil bate o seu próprio recorde de inscritos com mais de 9.000, podendo chegar a mais. As inscrições podem ser feitas no site do congresso até o horário de cada palestra.

Ano passado o congresso chegou a 7.216 inscrições e foi acompanhado em 34 países, “mas este ano, com certeza vamos estar em muito mais países. O IICA – Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura, que atua em toda a América Latina, tem nos ajudado muito nesta divulgação para os países de língua espanhola. E para homenageá-los vamos ter a nossa primeira palestra internacional em espanhol com o pesquisador do Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária – INTA – da Argentina, Martin Sanchez Acosta, como palestra magna no encerramento do congresso no dia 17 à tarde”, acrescenta Paulo Cardoso, organizador do congresso.

Este ano o congresso traz novos palestrantes com novos temas. “Nós agradecemos a Embrapa Florestas e o Departamento de Engenharia Florestal da Universidade Federal de Viçosa, por meio da SIF, que nos cedeu 10 palestrantes cada uma. Eles estão fazendo a diferença este ano. E para cada tema nós escolhemos simplesmente os melhores de cada área para estarem conosco em 2017. Não tem como não deixar de assistir, principalmente quem quer e precisa se informar mais sobre o setor florestal”, salienta Paulo Cardoso.

O setor florestal

Dando destaque para um dos mais competitivos e promissores segmentos do agronegócio da Bahia (e Brasil), o florestal, Wilson Andrade informa que o setor se coloca mais uma vez em primeiro lugar no montante das exportações da Bahia. De acordo com dados disponibilizados pela Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), a Bahia exportou U$S 6.8 bilhões em 2016. O setor florestal teve participação de 18%, com U$S 1,2 bilhão. Na sequência, outros setores importantes como o de Química e Petroquímica, com 13% (U$S 880 milhões); o setor de Cobre e outros Metais com 12% (U$S 816 milhões) e o de Produtos do Agronegócio com 11,4% (U$S 780 milhões). Os dados disponibilizados pela FIEB mostram ainda que as exportações da Bahia em 2016 tiveram uma redução de 14% em relação ao ano de 2015.

O diretor executivo da ABAF informa ainda que o setor de base florestal continua com possibilidade de crescimento em termos de exportações e investimentos. “Isso ocorre porque o setor recebe alavancagem de cinco diferentes setores que utilizam madeira plantada em seus processos produtivos: papel e celulose; construção civil; mineração; energia de biomassa; e painéis, pisos e laminados. Estes setores terão recuperação com a expectativa de volta do crescimento do Brasil. E a indústria de energia de biomassa de eucalipto é também a que tem mais a contribuir para a diversificação da matriz energética do estado, atendendo a demanda das regiões mais distantes”.

Árvores plantadas são cultivadas atendendo a planos de manejo sustentável que tem como objetivo reduzir os impactos ambientais e promover o desenvolvimento econômico e social das comunidades vizinhas. Plantadas para evitar a pressão e degradação de ecossistemas naturais, as florestas contribuem ainda para o fornecimento de biomassa florestal, lenha e carvão de origem vegetal. Os plantios de árvores desempenham importante papel na prestação de serviços ambientais: evitam o desmatamento de hábitats naturais, protegendo assim a biodiversidade; preservam o solo e as nascentes de rios; recuperam áreas degradadas; são fontes de energia renovável e contribuem para a redução das emissões de gases causadores do efeito estufa por serem estoques naturais de carbono.

Para mais informações sobre o congresso Florestas Online 2017 acesse o site www.florestasonline.com.br

A ABAF e o setor de base florestal

 A indústria de base florestal usa a madeira como matéria-prima, com destaque para a produção de celulose, celulose solúvel, papel, ferro liga, madeira tratada, carvão vegetal e lenha para o processamento de grãos. A madeira utilizada é plantada e é matéria-prima renovável, reciclável e amigável ao meio ambiente, à biodiversidade e à vida humana.

A ABAF representa as empresas de base florestal do estado, assim como os seus fornecedores, e tem como meta primeira contribuir para que o setor que representa se desenvolva sobre bases sustentáveis. Atualmente tem como associados: Aepes, Aiba, Aspex, Assosil, BSC, Caravelas Florestas, ERB, Ferbasa, Fibria, Floryl, JSL, Komatsu, Papaiz, Ponsse, Proden, Sineflor, Stora Enso, Suzano, Veracel e 2Tree.