Carta do setor florestal baiano – Covid 19

A Associação Baiana das Empresas de Base Florestal (ABAF) representa o setor de árvores plantadas no estado e todos os segmentos industriais que têm na madeira e nas fibras vegetais seu principal insumo. Entre seus produtos, a partir da produção da celulose, por exemplo, desenvolvem-se os segmentos de papel para as mais variadas utilizações.

No atual contexto de combate à propagação do novo coronavírus, todos nós devemos estar conscientes das atitudes individuais e coletivas necessárias para minimizar o impacto dessa crise e seus desdobramentos sociais e econômicos.

O setor de base florestal, bem como suas associadas na Bahia, vem seguindo as orientações dos órgãos de saúde, obedecendo rigorosamente os protocolos de segurança, com o investimento sistemático na prevenção do avanço da COVID19 em suas áreas, de modo a cuidar da saúde de seus colaboradores. Além disso, a preocupação do setor é com o cuidado com toda a comunidade onde suas associadas e parceiros estão inseridos.  

Os produtos dessa indústria são essenciais para enfrentar os desafios atuais impostos pela pandemia da COVID19. Com atuação em toda a Bahia, através de atividades industriais e áreas florestais, o setor é fonte de mais de 5 mil produtos, alguns deles fundamentais para o dia a dia de todos, inclusive para proteger os profissionais de saúde. 

Em hospitais, a celulose e a celulose solúvel são matérias-primas de máscaras cirúrgicas, vestimentas, colchões, entre outros. Papéis de imprimir e escrever são importantes para receituários, formulários etc. Até em equipamentos médicos que usam aço, o setor está presente com o carvão vegetal.

Seguimos trabalhando para não faltar produtos de cuidados pessoais nas casas dos brasileiros, como papel higiênico, fraldas infantis e geriátricas, lenços umedecidos, papel toalha, detergente, entre outros. 

As embalagens ganham destaque, garantindo que itens essenciais como alimentos, remédios e produtos de limpeza cheguem até as residências. As caixinhas do tradicional longa vida dão segurança e durabilidade para alimentos essenciais, como leite, suco e até feijão. Sem as embalagens de papel nada chega até você, inclusive pelo delivery, como sacos de papel que transportam sua comida, ou pelas compras online nas caixas de papelão.

Por tudo isso, e muito mais, o setor que não pode parar. Os estados vêm adotando medidas que promovam o distanciamento social e a redução na circulação de pessoas. Entre essas medidas, importantes para este momento de crise, também há a determinação de fechamento de estabelecimentos, a interrupção da prestação de serviços e da operação de fábricas. Essas iniciativas, porém, devem ser reconsideradas, obedecendo-se os protocolos de segurança, para as atividades das cadeias de abastecimento de alimentos, de medicamentos, de produtos de higiene e limpeza, e do setor florestal que fornece uma série de produtos que abastecem estes e outros setores e também diretamente às pessoas. 

Como vimos, o setor de florestas cultivadas tem especial importância neste momento e precisa estar incluído entre os que não podem ser interrompidos, sob risco de desorganizar fluxos de abastecimento absolutamente críticos para a população. Como a atuação das associadas ABAF espalha-se por muitas localidades na Bahia, fazemos o registro deste apelo para que, ao serem consideradas medidas restritivas de atividades industriais, possam aqueles segmentos manter-se em operação. Isto, porém, com a garantia de que as empresas já adotaram os cuidados devidos, tudo em consonância com as determinações das autoridades de saúde pública.

Neste sentido, é importante também a preservação dos empregos, sempre com os cuidados devidos – que já são tomados -, e reforçados de acordo com as normas de segurança conferidas pelos poderes públicos. Devemos contribuir para preservar a atividade produtiva e os empregos, ou seja, a saúde da economia para todos, inclusive das comunidades e pequenos produtores.

Mais sobre o setor florestal na Bahia

A ABAF representa as empresas de base florestal do estado, assim como os seus fornecedores. Essa pluralidade dá à associação a possibilidade de planejar e agir com respaldo nos mais variados âmbitos e em horizontes largos.  Este compromisso começou em 2004 quando o setor de base florestal na Bahia se uniu para criar a ABAF e, com isso, tomou a dianteira no sentido de contribuir para um desenvolvimento com bases sustentáveis, seja do ponto de vista econômico, ambiental ou social.

Para isso, a ABAF atua para além da própria cadeia produtiva: dialoga com as comunidades direta ou indiretamente influenciadas pela atividade de base florestal, com a sociedade civil organizada, com a academia, com os Governos e parlamentares para sedimentar os alicerces para um crescimento ordenado, inclusive e virtuoso. Essas práticas fazem parte de uma atividade constante, uma vez que há sempre novas demandas e frentes de atuação em um segmento pulsante como o de florestas.

A cada ano cresce a influência da ABAF que, atualmente, mantém representações em mais de 40 conselhos e nos mais importantes fóruns ambientais, econômicos e sociais a nível regional, estadual e nacional. Estas participações nos possibilitam a defesa dos interesses da silvicultura e de nossos associados, além de uma atuação coerente e alinhada com o desenvolvimento sustentável do estado.

A força da ABAF, porém, vêm da participação das empresas associadas e também das associações regionais em cada polo produtor do estado que, por sua vez, representam e congregam pequenos e médios produtores. Da mesma forma, a ABAF (em sintonia e integração com as demais estaduais), fortalece a nossa entidade nacional que é a Indústria Brasileira de Árvores (Ibá).

Nosso setor, na Bahia, emprega 230 mil pessoas (de forma direta, indireta e de efeito renda) e arrecada R$ 4,2 bilhões de impostos anualmente (municipais, estaduais e federais), o equivalente a 4,2% do que se arrecada no estado. O PIB florestal equivale a 5,4% do PIB do estado. Além disso, o programa de fomento e estímulo a produtores independentes é crescente (representa mais de 20% do consumo de madeira das indústrias associadas) e contribui para a geração de emprego e renda. Voluntariamente, o setor investe R$ 16 milhões/ano em projetos socioambientais que beneficiam pequenos produtores e comunidades, atingindo 127 municípios e mais de 300 mil pessoas. Também somos construtores e mantenedores de milhares de quilômetros de estradas pelo interior da Bahia, pois existe uma necessidade real de escoamento de produção. Consequentemente, atuamos de forma positiva e efetiva na manutenção da mobilidade das comunidades do entorno das nossas atividades.

Nosso setor tem o compromisso de atender às necessidades básicas e importantes da população, assim como de contribuir para o crescimento, o desenvolvimento e para a saúde pública no Brasil.

Parabenizamos as autoridades preocupadas com o melhor enfrentamento da crise que vivemos, os profissionais de saúde, a imprensa e a todos os demais profissionais que estão mantendo as atividades e a produção em curso, ajudando o país a enfrentar a crise.

A ABAF e suas associadas ficam à disposição para quaisquer esclarecimentos que sejam necessários, e deseja que todos fiquem bem!

Atendimento ABAF

A Associação Baiana das Empresas de Base Florestal (ABAF) informa que já adotou medidas preventivas seguindo as orientações das autoridades de saúde no combate à pandemia de COVID-19 (coronavírus), buscando a segurança das pessoas da equipe, familiares e sociedade, contribuindo para a superação deste momento de crise.

Para isso, a ABAF adotou o modelo home office de trabalho para os seus colaboradores, dando continuidade às atividades de suporte aos associados e ao público em geral.

Nossa equipe continua trabalhando integralmente, estando à disposição para o que seja necessário, inclusive para reuniões que passam a ser realizadas por ferramentas digitais.

Abaixo os contatos de nossa equipe:

Wilson Andrade – Diretor Executivo

(71) 98801-3000 / wilsonandrade@terra.com.br

Yara Vasku – Comunicação

(71) 99119-7746/ yaravasku.abaf@gmail.com

Ravena Dantas – Administrativo Financeiro

(71) 99236-5598 / abaf01@terra.com.br