Rede Nacional e Internacional de Cooperação

As nove associações estaduais que integram a Indústria Brasileira de Árvores (Ibá) contribuem para a promoção, a garantia da competitividade e o desenvolvimento do setor de árvores plantadas, a partir de um profundo conhecimento dessa atividade econômica e de suas particularidades regionais. O principal benefício dessa atuação em parceria é o fortalecimento institucional, por meio do alinhamento das estratégias em nível federal e estadual, o que favorece a efetividade de ações, pleitos e demandas.

As associações estaduais também colaboram para ampliar a integração entre todos os associados da Ibá. Aprofundam o debate de assuntos de caráter nacional que impactam nos Estados e de temas transversais aos diferentes segmentos da indústria de árvores plantadas, compartilhando boas práticas e experiências. Bem estruturadas, promovem ainda a capilaridade de iniciativas setoriais em toda a cadeia produtiva, atingindo frentes de desenvolvimento regional.

O Brasil é formado por diferentes culturas, cenários sociais e características físicas e geográficas. Assim, mesmo que muitos desafios setoriais sejam comuns, a atuação com foco nos Estados favorece o conhecimento de políticas e regulamentações estaduais, colaborando para viabilizar, nesse contexto, as operações das empresas.

Por meio de informações e temas debatidos nos Comitês Temáticos da Ibá, as associações estaduais − que também se reúnem em um Comitê próprio − examinam temas da agenda setorial e oferecem insumos para o alinhamento das demandas nacionais, atuando também como interlocutoras para que temas regionais sejam tratados nacionalmente, quando necessário.

O conhecimento das peculiaridades permite uma atuação focada no desenvolvimento de Estados e municípios. A articulação regional enriquece as decisões e estratégias de atuação, tornando-as mais assertivas e favorecendo o crescimento da cadeia produtiva de base florestal e a tomada de decisões de maneira organizada e equilibrada.

Ao lado das empresas, as associações buscam ainda melhorar o conhecimento e a percepção sobre o setor de árvores plantadas entre as partes interessadas. No relacionamento com órgãos públicos, legisladores, imprensa e sociedade civil organizada, reforçam a importância do setor para a economia nacional e regional, a geração de empregos e a qualidade de vida nas comunidades rurais. Também promovem, participam e apoiam eventos para apresentar a atividade e as boas práticas do setor.

Nos principais fóruns decisórios regionais, as associações debatem legislações e políticas públicas sobre o setor, que tratam de questões ambientais, infraestrutura, incentivos fiscais e promoção do investimento, entre outros temas, oferecendo subsídios e soluções técnicas para o encaminhamento de questões.

Além disso, ao demonstrar que as atividades são realizadas em áreas de menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), mostram o efeito positivo e multiplicador das empresas de base florestal nesses municípios e nos Estados.

A ação conjunta entre as associações estaduais e a Ibá dá peso e representatividade compatível com a contribuição do setor para a economia brasileira.

Associadas ABAF – Da mesma forma, a ABAF conta com parceiros em todo o Estado que ajudam a associação se fortalecer e estar mais próxima dos produtores. São elas: SINEFLOR (Norte), AIBA e Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras (Oeste), ASSOSSIL (Sudoeste) e ASPEX (Sul).

(Fonte: Ibá e ABAF)