Pisos Laminados

O piso laminado é um dos principais tipos de piso produzido a partir da madeira. É fabricado a partir de árvores plantadas para fins industriais (pinus e eucalipto), que são fontes de matéria-prima renovável e reciclável.

Desenvolvido com avançada tecnologia, é utilizado em residências, comércio e ambientes corporativos.

Entre os principais diferenciais do piso laminado, reconhecidos pelos consumidores, estão qualidade, praticidade, durabilidade, facilidade e rapidez na instalação, além de conforto, beleza e proteção antibacteriana.

Lançado na Suécia em 1980, o piso laminado chegou ao Brasil em 1994, primeiro por meio de importações. Devido à sua imediata aceitação no mercado brasileiro, sua fabricação no País teve início em 1999.

Atributos

O piso laminado de alta resistência oferece inúmeras vantagens à vida moderna.

Sua colocação é rápida e pode ser feita, inclusive, sobre concreto, vinil, cerâmica e outros pisos de madeira (pavimento superior), exceto carpete têxtil ou de madeira flutuante.

O produto também pode ser chamado de piso flutuante, pois não é colado, parafusado ou pregado ao contrapiso, nem fixado ao rodapé. Isso permite agilidade na hora da instalação e facilidade em eventuais reparos.

A limpeza do piso laminado também traz vantagens ao consumidor: basta o uso diário de um pano limpo e úmido (sem escorrer água). Ao contrário de outros pisos, ele não deve ser encerado ou polido.

O piso laminado não retém poeira nem sujeira, evitando, assim, preocupações com alergias. Além disso, oferece conforto térmico e acústico aos ambientes.

A resistência ao desgaste, a manchas e a impactos também garante seu alto desempenho.

Interagindo com a Natureza

O piso laminado é produzido a partir de árvores plantadas para fins industriais. O plantio respeita as normas mundiais de proteção ao meio ambiente, como a certificação ISO 14000.

Além disso, as árvores plantadas são certificadas pelo Forest Stewardship Council (FSC) e pelo Programa Nacional de Certificação Florestal (Cerflor), endossado pelo Programme for the Endorsement of Forest Certification Systems (PEFC).

Isso significa que os cultivos são realizados de acordo com princípios de manejo florestal sustentável, o que permite reduzir os impactos ambientais e promover o desenvolvimento econômico e social das comunidades do entorno dos próprios plantios e das fábricas.

Vale ressaltar ainda que os resíduos do processo de produção são utilizadas na transformação da madeira em energia para o próprio consumo dos fabricantes.

Composição do piso laminado

O piso laminado é apresentado em placas (ou réguas), compostas de fibras ou partículas de madeira. Essas placas reproduzem padrões amadeirados na superfície e têm alta resistência à abrasão, o que garante sua durabilidade.

As placas são produzidas em diversos padrões de acabamentos e dimensões, o que oferece aos consumidores opções para a decoração de cada ambiente.

As principais camadas do piso laminado são:

Camada Superficial (Capa)

  • Overlay– Filme cristalino de celulose, impregnado de resina melamínica com partículas de óxido de alumínio, responsável pela alta resistência a riscos e à abrasão. Destaca-se por ser de baixa porosidade, evitando, assim, a absorção de líquidos e facilitando sua limpeza, além de proporcionar durabilidade.
  • Lâmina Decorativa– Lâmina decorativa de celulose, impregnada de resina melamínica que confere beleza ao piso, proporcionando variados padrões e uma série de combinações.

Substrato (Núcleo)

  • HDF / HPP– Painel de fibras ou partículas de madeira de alta densidade, produzido a partir de árvores plantadas de pinus e eucalipto, conforme normas ambientais mundiais, e usinado em sua lateral e topo de forma a estabelecer juntas do tipo macho e fêmea. O substrato proporciona robustez, estabilidade, precisão de encaixe entre as placas e resistência ao impacto e à carga concentrada de móveis pesados.

Camada de Balanceamento

  • Balanço ou Contracapa– Constituída de lâminas de celulose, impregnadas de resina melamínica, o que dá estabilidade do piso.

(Fonte: Ibá)