Sema disponibiliza publicação de formação em educação ambiental na agricultura familiar

A Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia (Sema) disponibiliza o Caderno de Formação: Educação Ambiental na Agricultura Familiar, que tem o objetivo de fortalecer e potencializar a ação da juventude do campo baiano, e de aprimorar as políticas públicas de meio ambiente, de educação do campo e de agricultura familiar baiana.

A publicação faz parte do projeto Educação Ambiental na Agricultura familiar: Fortalecendo e potencializando a ação da juventude do campo baiano, que apóia a formação de jovens, entre 16 a 29 anos, técnicos e educadores de três Escolas Famílias Agrícolas (EFAs) dos municípios de Quixabeira, Alagoinhas e Rio Real, para incorporar questões ambientais, agroecologia, restauração, sistemas agroflorestais e regularização ambiental na pauta das escolas.

No processo de elaboração da publicação, foram respeitadas as experiências comunitárias locais, sendo subsidiada também por conteúdos teóricos e práticos sobre a Agricultura Familiar e Agroecologia, Metodologias Participativas, Educomunicação e Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais (Cefir). O projeto foi desenvolvido em parceria com a Rede de Escolas Família Agrícolas Integradas do Semi-Árido (Refaisa), a Associação das Escolas das Comunidades e Famílias Agrícolas da Bahia (Aecofaba), a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e com apoio do FNMA (Fundo Nacional do Meio Ambiente).

“Espera-se que a publicação traga informações importantes para a vida dos jovens participantes e, com elas, os conhecimentos sejam construídos de forma coletiva e útil para a criação de um meio rural com mais gente, menos máquinas e saudável para todos. A publicação foi produzida a partir das ações de formação com os jovens das EFAs, em 2017, e agora está disponível para consulta e formação de novos atores”, explicou a coordenadora de Educação Ambiental para a Sustentabilidade da Sema, Zanna Matos.