20.09.22

Carta Evento ABAF 23 de agosto de 2022 – Posse Conselho Diretor e Proposta Bahia Florestal 2033

Agradecemos o apoio e participação no nosso evento de posse do Conselho Diretor da Associação Baiana das Empresas de Base Florestal (ABAF), realizado em 23 de agosto na Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB). Na ocasião também anunciamos a proposta de criação do Plano Bahia Florestal 2023-2033 e os apoios expressados que muito nos ajudarão na construção do nosso planejamento.

Também agradecemos o apoio e comparecimento dos colegas do Mato Grosso do Sul (MS): Dito Mário (Reflore) e Cel. José Aparecido de Moraes (Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia de Três Lagoas/MS), além da contribuição de Jaime Verruck, Secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro/MS) que nos forneceram informações sobre o plano desenvolvido naquele estado.

Celebramos ainda as presenças de Paulo Hartung (presidente da Indústria Brasileira de Árvores – Ibá), Secretário Leonardo Bandeira (Seagri), Humberto Miranda (presidente da FAEB), Ricardo Alban (presidente da FIEB), Joésio Siqueira (STCP), Erich Gomes Schaitza (chefe geral da Embrapa Florestas); deputado estadual Eduardo Salles; Vitor Lopes (Sebrae), Antônio Valença (Seplan), Tiago Porto (Sema), Maurício Tavares (Ibama), Geraldo Luz (Seinfra), Luiz de Lima Barbosa (SDR), Luiz Rogério Nascimento (MAPA/BA), Diego Rocha (Banco do Nordeste), Paulo de Almeida (SDE), Jorge Castellucci (UPB), Gustavo Grillo (Desenbahia), entre outras autoridades e representantes das empresas associadas, parceiros, produtores, prefeituras e empresários.

O objetivo do Plano Bahia Florestal 2023-2033 é a atração de novos investimentos para ampliar e fortalecer a cadeia produtiva de florestas plantadas no estado; intensificando ainda o que já temos feito para o uso múltiplo da madeira e a maior inclusão dos pequenos e médios produtores e processadores de madeira na Bahia.

Essa discussão é oportuna no momento em que cresce a demanda por madeira no Brasil e no mundo, possibilitando maior desenvolvimento do setor florestal baiano. Com o plano, poderemos atender a crescente demanda por produtos de madeira, gerando ainda, no interior, mais empregos qualificados, capacitações, tecnologia, renda, impostos e contribuições ambientais de elevada significância.

Compartilhamos o registro do nosso evento nos links abaixo:

Plano: https://youtu.be/JHfLoGr41Vc

 

Com o apoio das instituições acima citadas, pretendemos avançar concretamente no desenvolvimento do nosso planejamento. Colocamo-nos à disposição para o que for necessário e agradecemos antecipadamente pelas sugestões que possam ser enviadas. Vamos plantar para não faltar!