15.01.16

Lançamento do Plano Operacional e da Campanha Publicitária do Programa Fitossanitário de Controle da Lagarta Parda no Estado da Bahia

programa-16Dando continuidade ao Programa Fitossanitário de Controle da Lagarta Parda no Estado da Bahia, será realizada a partir das 14h30 da próxima quinta-feira (07/01) uma nova reunião da Comissão Técnica Regional (CTR), quando serão apresentados o Plano Operacional e a Campanha Publicitária do programa. O evento pretende prosseguir no trabalho de conscientização do público interessado e participante do programa: presidentes dos Sindicatos Rurais, presidentes das entidades de produtores rurais (incluindo mel, mamão, cacau, café, eucalipto e de outras culturas interessados), representantes das Secretarias de Agricultura e Meio Ambiente das Prefeituras das regiões Sul e Extremo Sul da Bahia. A reunião acontece no escritório da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (CEPLAC) de Teixeira de Freitas (BA), localizada na Rua Manaus, 337 – Bela Vista (Tel: 73 3291-2413).

“O Plano Operacional e a Campanha Publicitária serão realizados nos próximos seis meses, apesar de termos observado a redução da incidência da lagarta parda nas culturas daquela região. Isto porque nosso objetivo maior é conscientizar os produtores para a importância do controle conjunto da praga que é natural da região e pode causar problemas ano a ano se não houver esse cuidado”, explica Wilson Andrade, diretor executivo da ABAF.

O Plano Operacional inclui: contratação de equipe técnica específica, coordenada por Paulo Andrade; capacitação e apoio técnico/logístico aos produtores rurais do Sul e Extremo Sul da Bahia, visando o controle efetivo da Lagarta Parda; difusão do conhecimento sobre a biologia da praga, seus hospedeiros e inimigos naturais; difusão do conhecimento sobre o monitoramento para o controle da praga; valorização e difusão do conhecimento do Manejo Integrado de Pragas, visando estabelecer estratégias de manejo envolvendo o controle biológico – ferramenta que prioriza a preservação ambiental e a saúde humana; formação de uma rede regional de informações para unificação da tomada de decisão no controle da praga; estabelecimento de parcerias com Prefeituras Municipais, Instituições de Ensino e Pesquisa, Sindicatos, Associações de Produtores Rurais e Indústrias do setor; incentivo, apoio e fomento de ações de educação ambiental junto às comunidades locais, através de palestras nas escolas e associações de produtores rurais.

A Campanha Publicitária, que chega às ruas da região em 11/01, inclui: outdoors, cartilha (folder) informativa, spot de rádio, VT e peças para Internet e redes sociais. Para apoio ao Plano Operacional, também foi produzido vasto material: adesivagem dos carros, camisas, cartões de visita, banners, modelos de papel timbrado e power point. A cartilha traz informações sobre a praga: biologia, plantas hospedeiras, ocorrência, monitoramento e controle, saúde humana etc. No material é possível ainda ter informações sobre o programa e contatos para mais informações e apoio técnico. Para leitura e download: http://issuu.com/abaf_2014 e no site da ABAF (http://abaf.org.br).

O secretário estadual da Seagri, Vitor Bonfim, lembrou que a lagarta parda, cujo ataque provoca o desfolhamento das plantas, já ocorre em 14 estados brasileiros, o que torna a questão um problema nacional diante dos problemas que causa com graves reflexos na pauta de exportação. “A defesa agropecuária é uma das prioridades do governo, mas a participação do setor privado e dos produtores rurais é indispensável, sendo a informação e conscientização fatores de grande importância para viabilizar as ações de prevenção e de controle à praga”, disse.

De acordo com Armando Sá, diretor da Adab, “as lagartas estão entre as principais pragas que atingem os plantios da região. São 110 espécies de lagartas nativas do Brasil. Picos populacionais da praga geralmente estão associadas aos eventos que deflagrem algum tipo de desequilíbrio ambiental. Como ferramenta desse controle, foi criada a CTR que é de suma importância, pois ela agrega todos os elos da cadeia envolvidos”, explicou.

PROGRAMAÇÃO:
• 14h30 –  Abertura da reunião, aprovação da ata da reunião anterior e informes de andamento –  Epaminondas Junior e Flávia Fernandes (ADAB).
• 15h00 –  Apresentação do Plano de Comunicação a ser iniciado em 11/01 – Handerson Lima (Pauta Sete).
• 15h30 –  Apresentação, discussão e aprovação do Plano de Ação Operacional a ser iniciado em 11/01, e da equipe contratada –  Paulo Andrade (Coordenador Equipe Operacional).
• 16h30 –  Informes dos Sindicatos Rurais, das Associações de Produtores, Secretários Municipais e dos representantes das empresas florestais.
• 17h00 –  Informes da ABAF, ASPEX e demais membros da CTR.
• 17h30 –  Encerramento.

O programa – O Programa Fitossanitário de Controle da Lagarta Parda no Estado da Bahia foi lançado em 02 de outubro de 2015 pela a Secretaria da Agricultura (Seagri-BA), através da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), pela Associação Baiana das Empresas de Base Florestal (ABAF) e entidades parceiras, durante um seminário que reuniu mais de 170 pessoas no Parque de Exposições de Teixeira de Freitas (BA).

Dando continuidade ao programa foi realizado em 25 e 26/11/15 a Capacitação de Líderes no Monitoramento, Controle e Fiscalização da Lagarta Parda no Sul e Extremo Sul da Bahia. Este primeiro treinamento técnico do programa foi realizado no auditório da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (CEPLAC) e contou com participação de aproximadamente 60 profissionais. O treinamento teve como objetivo preparar os técnicos na identificação e conhecimento da biologia da lagarta parda; identificação exata da fase de aplicação eficaz do inseticida biológico à base de Bacillus thuringiensis para controle da praga.