Sema e Inema promovem plantio de mudas e atividades de educação ambiental para crianças da rede pública de ensino

Alunos do Colégio Municipal Piratini, com idade entre 7 e 12 anos, participaram hoje (04), em Salvador, no Parque Metropolitano de Pituaçu, de uma série de atividades de sensibilização para a preservação e respeito ao meio ambiente.  A ação é uma parceria entre o Governo da Bahia, a BRACELL e a Associação Baiana das Empresas de Base Florestal – ABAF, que doaram ao todo 360 mudas de árvores nativas da Mata Atlântica, com o objetivo de compensar a emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE) emitidos durante o evento de lançamento do Inventário de GEE do Estado da Bahia, ocorrido em junho de 2022, e do VI Congresso Brasileiro de Reflorestamento Ambiental (CBRA).
Entusiasta das ações de educação ambiental junto aos jovens, a chefe de gabinete da Sema e diretora-geral do Inema, Daniella Fernandes, participou do plantio e de uma roda de conversa e brincadeiras com os estudantes. “Parabenizo a toda a equipe da Sema e do Inema, em especial aos colaboradores do Parque de Pituaçu e do Zoológico, que propiciaram momentos de muito aprendizado e diversão. A gestão estadual entende que a educação ambiental deve fazer parte do cotidiano das crianças e jovens, despertando o senso do cuidar da natureza e toda sua biodiversidade. Só através da educação será possível que as futuras gerações alcancem uma convivência harmoniosa, de respeito e preservação à natureza”, ressaltou.
De acordo com Meryellen Baldim e Joedson Dos Santos, representantes da Bracell, a doação das mudas supera a quantidade necessária para a neutralização das emissões dos dois eventos, que era o plantio de 14 árvores, garantindo ainda um Crédito de Carbono superior a 26,6 toneladas de CO2e.
Além do plantio, foram realizadas rodas de conversa sobre aquecimento global, história do Parque e a vida de Maria das Cabras, sua importância na comunidade como protetora da natureza, além de caminhada na trilha sensorial, contação de histórias, exposição de animais empalhados (acervo do Zoológico de Salvador) e fornecimento de lanche para os alunos.
“Hoje, muitas destas crianças tiveram pela primeira vez a oportunidade de fazer uma trilha dentro da floresta e plantar mudas de árvores, um ato tão importante para criar conexões entre essa geração e a Natureza. Mesmo tão pequenos, percebemos no entusiasmo e nas falas que eles saem daqui sensibilizados sobre a importância das florestas e com o sentimento de serem os mais novos protetores da Natureza, bem como multiplicadores deste compromisso junto aos seus familiares”, destacou o superintendente de Políticas e Planejamento Ambiental da Sema, Tiago Porto.
A diretora da escola Piratini, Maria Adélia Gomez, agradeceu a todos os representantes da secretaria por oportunizar aos alunos uma importante etapa para o aprendizado. “É um momento de muita alegria para todos nós, para que as crianças vivenciem na prática como cada um pode contribuir para a preservação do meio ambiente. Já trabalhamos em sala, mostrando de maneira lúdica a necessidade de respeitar e que se identifiquem com os benefícios da natureza para melhoria da qualidade de vida e das comunidades em que vivem”, pontuou.
A representante do Inema na gestão do Parque, Bernadete Argolo, falou da escolha da escola por estar próxima ao Parque. “Queremos que as crianças frequentem este espaço, tragam suas famílias e acompanhem o crescimento das mudas, possibilitando até mesmo que os professores realizem aulas aqui, mostrando todas as etapas de desenvolvimento destas árvores”, enfatizou.
“Eu plantei duas mudas e achei muito legal! Respondeu todo animado Cauã, de oito anos, no meio da festa que os pequenos faziam no Parque, ouviu-se gritos de “Muito Radical”, “Parece a roça de meu avô Erisvaldo, cheio de árvores”, “Estou muito feliz”, e assim terminou este dia mágico de aprendizado para as crianças, que na saída receberam adesivos de protetores e um certificado de guardiões do meio ambiente e do Parque de Pituaçu.
(Fonte: Sema BA)