BSC/Copener inaugura Núcleo Ecossocial

BSC_Area externa da Casa da Arvore

Foi inaugurado no dia 15 de julho, na Fazenda Salgado, em Inhambupe, o Neco (Núcleo Ecossocial da BSC/Copener). Trata-se do primeiro espaço exclusivamente dedicado a iniciativas de educação ambiental criado pela empresa, que conta com a Casa da Árvore, uma trilha ecológica e agrega também a já instalada fábrica de fardamentos Projeto Andorinhas, inaugurada em 2014. O evento contou com as presenças do prefeito de Inhambupe, Benoni Lelys, de secretários de Educação e de Meio Ambiente de Alagoinhas, Cardeal da Silva, Inhambupe e Itanagra, além de Mauro Quirino, gerente florestal, e Sabrina de Branco, gerente de Relações Institucionais e Sustentabilidade BSC/Copener.

“Esse Núcleo é para vocês. Sejam sempre bem-vindos e nos ajudem a fazer com que ele seja útil para todos nós, as crianças e toda a comunidade”, disse Mauro Quirino. O gerente acrescentou que “o Núcleo surgiu de duas áreas de alta prioridade na gestão dos nossos negócios: o meio ambiente e a educação”, ressaltando que a empresa destina 60 mil hectares de suas propriedades à preservação da mata nativa e também investe prioritariamente em programas de educação, inclusive com foco em meio ambiente. “É a educação o que vai fazer a diferença para as pessoas e para o nosso futuro”, completa.

BSC_Sala de leitura da Casa da Arvore

Sabrina de Branco salientou que a estrutura do Neco deverá agregar, no futuro, ainda outros projetos socioambientais. “Aos poucos, vamos trazer outros projetos de geração de renda e treinamento. Este é um local de apoio próximo dos municípios”, afirma ela.

“Para nós, é uma alegria ver que a Copener trouxe este projeto de suma importância para cá, porque a gente sente na pele que os problemas relacionados ao meio ambiente, como o do lixo, aumentam cada vez mais e com projetos como este podemos começar a mudar o comportamento das pessoas desde criança”, destaca o prefeito de Inhambupe.

Casa da Árvore e trilha ecológica

BSC_Visitantes percorrem a trilha ecologica

A Casa da Árvore foi instalada num prédio onde antes funcionava um escritório administrativo do viveiro da Fazenda Salgado. Decorada com materiais reciclados e reaproveitados pela designer Daiane Cruz, de Alagoinhas, a Casa da Árvore será o ponto de partida na visita dos estudantes ao Neco, antes de percorrerem a trilha ecológica. O local possui auditório, sala de leitura, copa, cozinha, banheiros, coleção de insetos, parque infantil e horta. Os encontros são conduzidos pela equipe da ONG Gamarra, de Aramari.

Já a trilha, com aproximadamente 500 metros de extensão, foi criada num antigo pasto que vem sendo recuperado há mais de 30 anos com espécies nativas da região, sob orientação de Jacyr Mesquita, gerente de Tecnologia Florestal da BSC/Copener. No local, os visitantes podem conhecer os diversos tipos de vegetação encontrados nas diferentes regiões onde a empresa realiza suas atividades florestais e se deparam com réplicas de animais silvestres encontrados no local. Após a abertura da Casa da Árvore, os convidados percorreram a trilha e tiveram uma surpresa especial ao final: puderam apreciar uma jiboia que descansava em uma árvore no local.

Homenageado pela iniciativa de transformar um antigo pasto numa área ricamente revegetada com espécies nativas, Jacyr Mesquita explica que o local onde foi implantada a trilha é, na verdade, um banco genético. Segundo ele, ao longo dos anos, a equipe da Copener colheu amostras da vegetação das diferentes áreas de atuação da empresa, de acordo com a ocorrência de chuvas na região,

e trouxe para o local com o objetivo de assegurar a reprodução das espécies para que, no futuro, mudas e sementes possam ser usadas na recuperação ambiental das regiões de origem, onde, muitas vezes, a vegetação nativa foi degradada para dar lugar, principalmente, à pecuária.

Para visitar o Núcleo Ecossocial, os dirigentes das escolas devem entrar em contato pelo telefone 0800 284 4747.