DIA DE CAMPO REFORÇA CAMPANHA DE CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL

Em 07 de junho, a partir das 8h, acontece o Dia de Campo na Fazenda Bom Sossego, localizada em Porto Seguro (BA). O evento é voltado para produtores rurais, técnicos e representantes de órgãos ambientais da região. A iniciativa faz parte da campanha de conscientização ambiental que a Veracel Celulose lançou em abril e acontece até o final do ano em 11 municípios localizados na região de atuação da empresa, na Costa do Descobrimento, no Sul da Bahia.

O projeto vai incluir visitas a proprietários rurais vizinhos da empresa e tem o apoio da Agência Estadual de Defesa Agropecuária (ADAB) e da Associação Baiana das Empresas de Base Florestal (ABAF), dentro do Programa Ambiente Florestal Sustentável (PAFS), da Secretaria de Agricultura e do Meio Ambiente da Prefeitura de Porto Seguro, do Ministério Público, do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (INEMA), do movimento plogging de Porto Seguro, e da Companhia Independente de Polícia e Proteção Ambiental (CIPPA).

O objetivo é conscientizar para o cuidado e conservação de áreas de proteção ambiental e preservação da biodiversidade local. A Veracel tem um total de 108 mil hectares de áreas de preservação, incluindo a Reserva Particular do Patrimônio Natural Estação Veracel – a maior RPPN do Nordeste, com mais de 6 mil hectares de Mata Atlântica conservados –, além de 84 mil hectares de áreas de plantio.

Além disso, a ação aborda o combate à caça de animais silvestres que é uma prática ainda existente na região, afetando a fauna local. Mostra também a necessidade de prevenção dos incêndios florestais, outro problema no território; e apresenta os impactos ao meio ambiente que são provocados pela criação clandestina de gado. A presença tanto do gado quanto de outros animais em áreas de preservação ambiental prejudica nascentes e cursos de rios, além de provocar a destruição de áreas de vegetação natural, principalmente porque o gado pisoteia o solo.

“Queremos reforçar a nossa relação de confiança e fortalecer a aproximação com vizinhos, que são estratégicos para os cuidados com o meio ambiente”, afirma Flávio Luiz de Souza, coordenador de Inteligência Patrimonial da Veracel.

“Esperamos que essa campanha alcance o maior número possível de pessoas e proprietários rurais”, informa Epaminondas Peixoto Júnior, da ADAB.

“Nem sempre conseguimos estar em todos os lugares, conscientizando e fiscalizando. Então, é importante contar com a participação e engajamento de todos. A conscientização é a saída. Com essa iniciativa, o produtor rural vai ser mais um agente multiplicador do conceito de proteção ambiental”, destaca Ernandes Ferreira da Silva, do PAFS.

Temas – A programação do Dia de Campo de 07/06 inclui a apresentação “Fazenda Bom Sossego e os cuidados com o meio ambiente”, por Juliana Doria. Na sequência, a palestra “Ações do plogging no descarte correto dos resíduos”, por Lisianne Meira Maia Gama e Sebastião Gama (coordenadores do plogging de Porto Seguro) que vão falar sobre a uma iniciativa sustentável que surgiu na Suécia e que combina esportes como a corrida com o cuidado do meio ambiente. A palavra plogging vem do sueco plocka upp (recolher) e do inglês jogging (correr). As mais de 20.000 pessoas que o praticam diariamente (em mais de 100 países diferentes) recolhem o lixo que vão encontrando no chão quando saem para correr.

“Benefícios ambientais com o sistema Integração Lavoura, Pecuária e Floresta (ILPF)” será a apresentação da ABAF. A ILPF é uma tecnologia de produção agropecuária com grande potencial de mitigação de emissões de gases de efeito estufa e sequestro de carbono pelo solo e biomassa, além de uma série de outros benefícios socioambientais e econômicos.

“Nos interessa eventos como este que contribuem para que o setor florestal se expanda e se desenvolva sobre bases sustentáveis. Trabalhamos por mais florestas, mais empresas, mais fornecedores, mais serviços e produtos florestais. O tema do evento também é interessante porque está em sintonia com os conteúdos trabalhados por nós. A ABAF, em nome das associadas, desenvolve ações de impacto econômico, social e ambiental, a exemplo dos Dias de Campo do Programa Mais Árvores Bahia realizados em parceria com a CNA e do Programa Ambiente Florestal Sustentável (PAFS). Também por meio do PAFS, buscamos promover a diversificação e sustentabilidade das atividades rurais. O trabalho ainda se dá para a inclusão dos pequenos e médios produtores e processadores de madeira no setor – e seu uso múltiplo – para melhor atender a população, além de gerar emprego e renda”, completa o diretor da ABAF.

As demais apresentações são: “Ações da Promotoria na proteção ambiental”, por Maurício Magnavita (promotor de justiça do MP); “Ações da ADAB na fiscalização do comercio e uso dos agrotóxicos”, por Flávia Fernandes (gerente administrativa da ADAB no Território Costa do Descobrimento); “Ações da CIPPA no combate a caça predatória de animais silvestres”; “Ações do INEMA na preservação das aguadas”, por Patrícia Neves (coordenadora do INEMA); e “Ações da brigada na prevenção e combate a incêndios florestais” (Brigada de Incêndios Veracel). Plantio de mudas nativas e visita ao plantio de açaí e a indústria de polpas (degustação) fecham a programação.

Programa:

8h00 – Café

8h55 – Boas Vindas – Epaminondas Peixoto (ADAB)

9h00 – Fazenda Bom Sossego e os cuidados com o meio ambiente – Juliana Doria

9h20 – Ações do plogging no descarte correto dos resíduos – Lisianne Meira Maia Gama e Sebastião Gama (coordenadores do plogging em Porto Seguro)

9h40 – Ações da Promotoria na proteção ambiental – Maurício Magnavita (MP)

10h00 – Ações da ADAB na fiscalização do comércio e uso dos agrotóxicos – Flávia Fernandes (ADAB)

10h20 – Benefícios ambientais com o sistema Integração Lavoura, Pecuária e Floresta (ILPF) – ABAF

10h40 – Ações da CIPPA no combate a caça predatória de animais silvestres – CIPPA

11h00 – Ações do INEMA na preservação das aguadas – Patrícia Neves (INEMA)

11h20 – Ações da brigada na prevenção e combate a incêndios florestais – Brigada de Incêndios (Veracel)

11h40 – Plantio de mudas nativas

12h00 – Intervalo

14h30 – Visita ao plantio de açaí e à indústria de polpas (degustação)