Ministra Kátia Abreu inicia diálogo para ‘entender’ florestas plantadas

img7A nova ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, convocou em 20/01, uma reunião prática com alguns representantes do setor de florestas plantadas. Kátia Abreu iniciou o diálogo com os principais setores ligados à agricultura para definir as prioridades de 2015.

Compareceram à reunião, a presidente da Ibá (Indústria Brasileira de Árvores), Elizabeth de Carvalhaes; o presidente da Reflore (Associação Sulmatogrossense de Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas), Moacir Reis; o presidente da Apre (Associação Paranaense de Empresas de Base Florestal), Edson Baloni; o presidente da Comissão da Silvicultura e Agrossilvicultura da CNA, Laércio Couto; além de Nelson Barboza Leite, representando a Sociedade Brasileira de Silvicultura (SBS) e Robson Trevisan, diretor do Painel Florestal.

Elizabeth apresentou os números do setor enfocando a liderança brasileira na produção de celulose. “Entendemos que os desafios são do tamanho do setor”, ressaltou a presidente com a expectativa da definição da estrutura que abrigará as demandas no Ministério da Agricultura.

Nelson Barbosa Leite falou sobre alguns problemas relacionados ao setor, entre eles, a dificuldade de financiamentos, que atualmente demoram muito para serem concedidos.

Kátia Abreu afirmou ser, essa, a primeira reunião de uma gestão democrática. “Todos terão oportunidade para comentar e sugerir soluções”, ressaltou.

A nova ministra deve receber, nos próximos dias, novas sugestões relacionadas às diversas demandas do setor incluindo a agenda estratégica da Câmara Setorial de Florestas Plantadas.

(Fonte: Painel Florestal)