Setor florestal constrói Plano Nacional de Florestas Plantadas

Um Grupo de Trabalho (GT) formado por profissionais do setor florestal brasileiro esteve reunido nesta segunda e terça-feira (23 e 24/04) na sede da Embrapa Florestas, em Colombo (PR). O objetivo foi discutir e apresentar demandas para a estruturação do Plano Nacional de Florestas Plantadas que está em desenvolvimento junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). A Associação Baiana das Empresas de Base Florestal (ABAF) esteve presente através do diretor executivo Wilson Andrade.

Para os representantes do GT, o Plano Nacional de Florestas Plantadas dará maior autonomia ao setor florestal brasileiro a medida em que viabilizará políticas públicas de incentivo ao plantio de árvores e colheita de madeira no país. O GT é formando por representantes da Câmara de Florestas do MAPA, Embrapa Florestas, de associações estaduais de empresas de base florestal, da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Representantes do MAPA também participaram da reunião.

De acordo com o diretor executivo da Associação Catarinense de Empresas Florestais (ACR), Mauro Murara Jr., é muito importante a união do setor neste momento para que as demandas em comum de cada região sejam alinhadas de forma clara. “Isto possibilitará que nossos pleitos tenham legitimidade perante ao poder público”, comentou ele.

“Alavancado por seis diferente segmentos da economia (papel e celulose, energia de biomassa, construção civil, móveis, mineração e produtos florestais não madeireiros), o setor de base florestal é dos que  mais tem condições de crescer, gerando emprego, renda e divisas, com sustentabilidade e contribuindo para a retomada do desenvolvimento brasileiro.  O Plano Nacional de Florestas Plantadas  indicará os caminhos mais seguros para o desenvolvimento harmonioso do setor de base florestal”, analisa Andrade que também representa a ABAF na Câmara de Florestas do MAPA.

 

*Com informações da Associação Catarinense de Empresas Florestais (ACR).