Workshop ILPF

A Associação Baiana das Empresas de Base Florestal (ABAF) é uma das apoiadoras do workshop “Integração Lavoura, Pecuária e Floresta (ILPF) que acontece no auditório da Secretaria de Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri), das 8h às 17h, em 9 e 10/5. O evento é uma realização da Seagri com a Embrapa e tem como público-alvo técnicos e extensionistas, proprietários rurais e empresários da cadeia produtiva de carne, leite e do setor florestal, além de estudantes de graduação e pós-graduação (veja a programação abaixo e/ou anexo). Inscrições gratuitas em: workshop.ilpf@seagri.ba.gov.br.

O sistema ILPF é uma estratégia de produção que integra diferentes sistemas produtivos, agrícolas, pecuários e florestais dentro de uma mesma área. Este sistema busca otimizar o uso da terra, elevando os patamares de produtividade, diversificando a produção e gerando produtos de qualidade. Com isso reduz a pressão sobre novas áreas com vegetação nativa, tem-se manutenção da biodiversidade e sustentabilidade da agropecuária, melhoria do bem-estar animal em decorrência do conforto térmico e melhor ambiência, maior eficiência de utilização de recursos naturais, redução da sazonalidade do uso da mão de obra e geração de empregos diretos e indiretos.

Este é um dos temas que a ABAF vem defendendo inclusive com o Programa Ambiente Florestal Sustentável (PAFS) que trabalha temas relativos à educação ambiental em diversas comunidades rurais. Os outros temas são: Uso Múltiplo da Floresta Plantada; Regulamentação Ambiental das Propriedades Rurais (Código Florestal/ CAR/ Cefir); Preservação dos Recursos Hídricos; Prevenção e Controle de Incêndios Florestais; Controle de Gado nas Áreas de Preservação; Combate ao Carvão Ilegal; e Programa Fitossanitário de Pragas.

“Além de informar sobre importantes tópicos para a diversificação e sustentabilidade da atividade agropecuária, o objetivo é estimular a produção e processamento da madeira plantada. A Bahia ainda não produz (e processa) a madeira plantada suficiente para atender a demanda do estado e muito disso se dá pela falta de conhecimento sobre o setor. Trabalhamos, inclusive, para a inclusão dos pequenos e médios produtores e processadores de madeira para uso múltiplo, visando o atendimento da demanda por móveis, peças e partes de madeira na Bahia – hoje atendida, na sua maior parte, por outros estados brasileiros”, diz Wilson Andrade, diretor executivo da ABAF.

Desde o seu início, o PAFS já percorreu mais de 132 mil quilômetros; realizou 173 treinamentos em 158 comunidades; instruiu e orientou mais de 6,8 mil produtores rurais de frutas, eucalipto, café, entre outras culturas, da região e estudantes. “O resultado tem sido muito positivo graças às parcerias feitas com o Governo do Estado, através da Seagri e ADAB; Sindicados Rurais da FAEB/Senar e Prefeituras, através de suas secretarias de agricultura e meio ambiente”, informa Paulo Andrade, coordenador do programa.